13.9.11

pequenos prazeres #



Claro que eu adoro minha casa, meu cachorro, meus amigos, meus livros, músicas. Tenho uma vida ótima. Mas nenhuma dessas coisas se comparava ao prazer que eu tinha ao ouvir o barulhinho de uma mensagem chegando. Ou de quando o telefone tocava e eu sabia que era ele e o meu coração disparava tanto que eu tinha medo de morrer antes de falar "alô". Tati B.

8 comentários:

Grafin disse...

Que lindo! Um capítulo indispensável para as crônicas de um coração apaixonado!
Sinto pela ausência, querida. Mas lhe visitarei sempre que for possível!
Beijos, G.
www.2pitadasdesal.blogspot.com

Luna Sanchez disse...

Eu não só tinha medo como de fato morria.

Tão bom!

Beijos, Cris!

Ives disse...

Tempos bons esses! abraços

Brunno Lopez disse...

Certos sentimentos nunca, nunca mudam... e que bom que seja assim.

Leandro Lima disse...

kkkkkkkkkkkkk
isso é bom por dimais...
Mas acho que eu vejo ao contrario, sempre achei bom quando tocava a msg, e tals... mas nada se compara a minha casa, meus amigos, meus livros, meu cachorro e minhas musicas. AUHhUAuhAUHA

Natália Rocha disse...

E como é bom ter alguém pra esperar um telefonema, um carinho, compreensão.

Amo esse da Tati!

:)

um beeijo, Criis!

saudades imensas daqui e de ti!

A vida anda tão corrida, amada.

tsc tsc

beeijo meu*

Sr.ta Pitta disse...

°°°Ai Cris.. (suspiros.
Nossa vida sinto falta deste tempo.

AC disse...

uaaaahhuuuu cai de 4 com essa ...o que um barulho não faz... love is like that torna-nos meio doidos .. abraço meu